Caminhos de Pedra – Bento Gonçalves

Parreirais no Outono

No interior de Bento Gonçalves/RS (aprox. 120 km de Porto Alegre e pertinho de Gramado) o lugar conhecido como Caminhos de Pedra é uma deliciosa viagem ao passado. No feriado do dia do trabalho, 01 de Maio, resolvemos visitar os aproximadamente 10km, passeando entre vinícolas, provando suco de uva e visitando cada uma das casas que fazem parte do roteiro.

Algumas casas cobram entrada (2,00 na  casa da Erva-mate) e outras cobram se você quiser o mini tour. Se optar por somente passear e tirar fotos, é de graça. Pergunte antes!

Na entrada de Bento Gonçalves, ao lado do pórtico em forma de barril tem um escritório de turismo onde pegamos mapas e folhetos explicativos. Pessoal super simpático atendendo ali. O folheto acima mostra as atrações que fazem parte do roteiro cujo início fica a cerca de 7 km do pórtico.

A primeira casa que visitamos foi onde funciona o Restaurante Dona Luddia, a casa Bertarello. Ao lado da casa, uma árvore pitoresca onde, dizem, os imigrantes se abrigavam da chuva antes das construções.

Seguindo nosso caminho, paramos na Casa do Tomate, onde recebemos algumas explicações sobre o funcionamento do local. Não fizemos o mini-tour, somente passeamos por ali, tiramos fotos e fizemos degustação de suco de uva. As crianças gostaram dos bichinhos e do cenrário de fotos. Quem quiser fazer fotos típicas, eles tem ali várias opções.

Nossa próxima parada foi para o almoço e escolhemos a Casa Vanni. Excelente opção, com espaço para lanches (no andar térreo) e cantina/restaurante no andar de baixo da casa. Comida ótima, espaço muito agradável e bonito, com opção de brinquedos para as crianças. 110,00 o almoço para nós 4 com refrigerantes.

Vasa Vanni
 

 

Depois do almoço seguimos a visitação. Fomos à Casa da Ovelha, Casa das Massas e Artesanatos, Casa da Tecelagem, Casa da Erva-Mate e por fim, visitamos uma vinícola.

  Casa da Ovelha

Em alguns horários é possível visitar o Parque das Ovelhas, que fica ao lado da casa. Pode-se ver as ovelinhas mamando, entre outras coisas. A lojinha tem alguns artigos bonitinhos e laticínios diversos. O queijo Feta é dos deuses!

Na Casa da Tecelagem observamos alguns teares em funcionamento. As meninas adoraram ver como são feitos os tecidos, algumas mantas e cobertores.

 Casa da Tecelagem

Na casa das Massas e Artesanato compramos alguns produtos como geléias e biscoitos. Achei uma das casas mais bonitas do percurso.

Casa das Massas e Artesanato

Outra parada obrigatória é a Cantina Strapazzon, cuja casa de pedra serviu como cenário do filme O Quatrilho. Mas não é só a casa de Pedra, a propriedade toda merece uma visita. Os parreirais, as roseiras, os caminhos e até o celeiro são encantadores.

 Cantina Strapazzon

A Casa da Erva-mate tem como grande atração a roda d´água do lado de fora. O muro de pedras e o riacho ao lado conferem um ar bucólico ao local.

 Casa da Erva-Mate

A Salumeria, ou Casa Righesso é linda também, e ali pode-se comprar artigos como presunto, salame e outros itens curados.

 Casa Righesso

No site www.caminhosdepedra.org.br você encontra todas as informações. Ali, tem inclusive o histórico da atração, de onde extraí esse pequeno trecho:

“Idealizado pelo Eng. Tarcísio Vasco Michelon e pelo Arq. Júlio Posenato o roteiro Caminhos de Pedra visa resgatar, preservar e dinamizar a cultura que os imigrantes italianos trouxeram à serra gaúcha a partir de 1875.

O Roteiro passou a ser concebido quando da realização de um levantamento do acervo arquitetônico de todo o interior do município de Bento Gonçalves, ocorrido no ano de 1987. Constatou-se então que a Linha Palmeiro e parte da Linha Pedro Salgado, área abrangida basicamente pelo Distrito de São Pedro, composto por 7 comunidades, (São Pedro, São Miguel, Barracão, São José da Busa, Cruzeiro, Santo Antonio e Santo Antoninho) possuía o maior acervo de casas antigas, conservava sua cultura e história, tinha acesso fácil e, conseqüentemente, um grande potencial turístico, apesar da decadência e abandono por que vinha passando desde a década de 1970 com a mudança de traçado da rodovia que ligava Porto Alegre ao norte do estado.”

Idéia genial, que aumentou ainda mais o potencial turístico dessa região linda que é o Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul.

Se tiver mais tempo, conheça os Vales do Vinhedo e o Vale dos Vinhos de Montanha ali ao lado.

Claudia Bins

Gerente de Projetos, Blogueira de Viagens, Escritora e Editora de Conteúdo, sou apaixonada por minha família, por viagens e livros, fotografia e marketing digital. Viciada em café!

Um Comentário:

  1. Muito obrigada, ajudou muito!

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*