Honfleur – França

A Normandia é uma região ao norte da França que fica de frente para a Inglaterra, a quem pertenceu em épocas passadas. No seu ponto mais próximo daquele país, é separada dele pelo Canal da Mancha, onde passa o túnel do mesmo nome, por onde passa o trem que liga os dois países. É uma região de natureza pródiga, cortada pelo rio Sena, cujo vale é bordejado de verde e … de vaquinhas normandas. O creme de leite e o Camembert da Normandia são famosos, assim como o Calvados e a cidra, produzidos a partir das maçãs que enfeitam os prados.
Honfleur nasceu no século 15 como um porto defensivo contra possíveis invasões inglesas. O pequeno porto em formato retangular é cercado por três ruas de edificações seculares. É como se fosse uma praça, só que no meio é água, e o quarto lado dá para o rio Sena, que desemboca no Atlântico um pouco adiante. Essa “praça”, assim como todo o bairro em volta, é muito antiga e charmosa. Muitas casas dão a impressão de ter 500 anos ou mais, e são habitadas até hoje. Não é uma “cidade-museu”, como existem muitas pela Europa. É viva, vibrante, com atmosfera alegre.

Curiosidades:

O grande compositor Eric Satie nasceu lá e a casa de sua família virou museu. O poeta Baudelaire morou algum tempo lá com sua mãe e se refere a esse como um dos períodos mais felizes de sua vida. Eugène Boudin, considerado um dos precursores do impressionismo, nasceu em Honfleur, onde costumava pintar ao ar livre, coisa rara na época. Pintores como Pissarro, Renoir e Cézanne passaram temporadas lá e se reuniam na fazenda Ferme St-Siméon, atualmente uma pousada de luxo.

Lugares para visitar em Honfleur
Caminhar no centro da cidade antiga apreciando os lindos jardins, em direção ao mar é, sem dúvida o melhor programa.
Sentar em um de seus cafés ou restaurantes para apreciar a vista e também algum prato de frutos do mar de seus variados cardápios é fundamental. Crepes e cafés, no final da tarde ou, simplesmente, uma boa taça de vinho com uma “tarte aux pommes” enquanto curte a paisagem pitoresca dos casarios antigos, com vigas aparentes, típicos da região. É uma cidade que convida ao relax.
A igreja de Saint Catherine foi construída por moradores locais que construíam barcos, como uma estrutura temporária, no século XV. Construída únicamente de madeira, tem uma atmosfera intimista e pacífica. Os arranjos de flores do lado de fora do prédio trazem colorido e alegria ao cenário de contos de fada.

A Chapelle de Notre Dame-de-Grâce, por sua vez, é uma pequena capela adornada com modelos de barcos de madeira de todos os tipos. Uma caminhada da capela até o centrinho é uma delícia, além de proporcionar uma bela vista da cidade.

Prove a Cidra, o Calvados (feitos de maçã) e também as balas de manteiga salgada que são deliciosas.

Site oficial: http://www.ot-honfleur.fr/

Claudia Bins

Gerente de Projetos, Blogueira de Viagens, Escritora e Editora de Conteúdo, sou apaixonada por minha família, por viagens e livros, fotografia e marketing digital. Viciada em café!

2 Comments:

  1. Menina, notei que os prédios são tudos de cinco andares…

    Fique com Deus, menina Claudia Bins.
    Um abraço.

  2. Taí, os sinais surgem.

    Rebeca e eu já namoramos com a possibilidade de ir à França, mas o nosso frances está um pouco enferrujado. kkkkkkkk

    Brincadeira!

    Mas esse post me fez reviver a vontade de ir pra lá mesmo.

    até mais.

    Jota Cê

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*