Hospedagem Durante o Intercâmbio: Nossa Experiência no Staybridge Suites em Ft. Lauderdale – Post 1

 Staybridge Suites

Durante nosso intercâmbio, enquanto a família fez curso de inglês em Fort Lauderdale, nós ficamos hospedados no Staybridge Suites Hotel, que fazia parte do pacote. Este é o post 1 sobre o hotel, sua localização, nossa chegada e primeiras impressões. Para saber sobre o pacote do intercâmbio, leia o post aqui.

Eu havia pesquisado sobre o hotel antes de vir, mas não tinha encontrado muitas informações, então vim sem muitas expectativas.

O check-in do hotel é as 3:00 da tarde, como é comum aqui em US, mas nós chegamos de manhã cedo em Miami. Pegamos o carro e depois de uma voltinha rápida por Miami Beach para o marido conhecer (primeira vez dele nos Estados Unidos) dirigimos para Fort Lauderdale, que fica a uns 30 minutos ao norte (com trânsito leve).

Miami-Ft. Lauderdale e Plantation (GoogleMaps)

O hotel fica em Plantation, que é uma cidade/bairro a oeste de Fort Lauderdale. Aqui eles chamam de cidade mas é como se fosse um de nossos bairros mesmo. Minha primeira impressão não foi das melhores… Eu já conhecia Fort Lauderdale, que acho uma cidade linda! Fica na beira da praia, tem o riverwalk que é um passeio super gostoso as marges no rio, tem milhares de canais e marinas que deixam a cidade com aquele ar de vida ao ar livre, assim ó:

Fort Lauderdale

Bem, Plantation não tem nada disso… é um subúrbio, longe do mar, com casas e edifícios baixos, bem residencial e com alguns escritórios. Mas acreditem se quiserem, com o tempo minha percepção mudou muito! Vi que o bairro é de fácil locomoção (sem o trânsito muvuquento de Fort Lauderdale e Miami), perto do hotel tem todas as lojas, restaurantes e mercados que eu gosto e fica a 5 minutos do outlet Sawgrass Mills em Sunrise (outro bairro/cidade ao lado)! Ou seja, MUITO conveniente! Inclusive tem um Publix do outro lado da rua, além de um salão de beleza, banco, pizzaria e lanchonete. Aqui fotos ao redor do hotel:

 

 

 

 

Além disso, o bairro é super arborizado, com vários parques e áreas verdes. Lagos com fontes e patinhos, ciclovia e é perto das principais estradas que dão acesso a qualquer lugar que a gente queira passear na região. Depois de duas semanas eu já nem usava mais o GPS, de tão fácil que achei a movimentação por aqui. Abaixo, fotos do caminho para a escola:

 

Voltando ao hotel, assim que conseguimos fazer o check-in nos deram um quarto que eu não gostei (eu sei, vocês devem estar pensando que eu sou uma mala né? kkkk) mas a porta estava com o trinco meio emperrado, difícil de abrir. O quarto era o último de um corredor quilométrico e eu já me vi carregando compras de supermercado e chegando cansada no final do dia percorrendo aquilo tudo! Enfim, pedi pra trocar. Eles me disseram que não tinha outro disponível, bla,bla,bla. Eu finquei pé e disse que esperava. Que eu ia ficar naquele até ter outro, sem desfazer malas nem desarrumar o quarto. Não levei muita fé na moça da recepção e assim que ela saiu eu fui falar com um outro rapaz que havia chegado ali e estava atendendo umas colombianas, em espanhol. Falei com ele e expliquei “o causo” e o menino foi nota mil! Subiu comigo, viu que a porta estava mesmo com problema e me pediu 10 mins. Não chegou a passar 5 e ele me ligou dizendo que estaria me esperando em frente do novo quarto, que era muito melhor localizado. Nem preciso dizer que adorei! As pessoas fazem a diferença quando querem, não fazem?

Nosso quarto é um double queen, com cozinha, cooktop e microondas, máquina de lavar, geladeira grande e sala. Um pequeno apartamento, onde passamos muito bem, com conforto e tranquilidade. Tinha louça completa para 4 pessoas, inclusive taças de vinho e panelas. TV grande no quarto e na sala e um DVD player. Senti falta de uma mesa ou então mais dois bancos/cadeiras altas, já que somos 4 pessoas e aqui só tem 2:

 

 

Tem banheira e um mini closet com a pia em frente, secador de cabelos, uma cesta para roupas, tábua e ferro de passar roupas. Carpete no quarto e na sala e laminado na cozinha e no closet. A limpeza é feita em escalas. Eles chaman de “Light Touch” diário – tiram o lixo, arrumam a cama, botam louça na máquina e trocam as toalhas. Uma vez por semana, 7 dias depois de você chegar, eles fazem uma limpeza mais completa, tiram o pó, passam aspirador e trocam os lençóis. Se você achar que precisa antes disso, pode pedir na recepção. Eu pedi duas vezes… a limpeza não é o forte deles. A qualquer momento você pode pedir detergente pra máquina ou pia e qualquer outro item que precisar e estiver faltando. Senti falta daqueles fios para estendender roupas no banheiro que alguns hotéis tem. Mesmo com lavanderia à disposição dos hóspedes, às vezes é só o biquini para secar…

 

No próximo post eu contarei sobre os serviços do hotel, as áreas comuns e as facilidades que eles oferecem para que a gente se sinta em casa.

Para ler todos os posts sobre nosso intercâmbio, clique aqui.

E para acompanhar as novidades siga nossas redes sociais clicando nos botões abaixo!

Claudia Bins

Gerente de Projetos, Blogueira de Viagens, Escritora e Editora de Conteúdo, sou apaixonada por minha família, por viagens e livros, fotografia e marketing digital. Viciada em café!

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*