Paris, Barcelona e Ibiza – Parte 1

Esse mundo virtual é sensacional para fazermos novos amigos e amigas. Pessoas que nem conhecemos pessoalmente mas acompanhamos através das redes sociais e, por conta disso, passamos a admirar. Isso aconteceu com a Ana Andrade (do IG @CaroleasSinhazinhas). Adoro acompanhar a Ana e suas meninas lindas, saber dos passeios que fazem, as viagens e até os treinos de mamãe fit, que sempre me inspiram.

Enfim, a Ana foi viajar com o marido e, é claro, fiquei acompanhando pelo IG. Curti tanto o roteiro que fizeram que convidei a Ana para escrever um post aqui para o Mezzo Mondo. Para minha felicidade, ela topou! #gratidão

Dividirei o post em 2 partes, para ficar bem gostoso de ler. Essa é a primeira. Com vocês, Ana em Paris, Barcelona e Ibiza. Apertem os cintos e boa viagem! :-)

_________________________________________

Há dois meses recebi uma mala direta da agência de viagens que costumamos usar com uma promoção: ida e volta Barcelona via Paris com direito a três dias na cidade luz e mais seis em Barcelona, por US$ 490 dólares (uma promoção da KLM válida em junho e em novembro, salvo engano).

Encaminhei o e-mail para o meu marido, ele se empolgou e no final de semana seguinte já fechamos a viagem. Só nós dois, sem as nossas filhas. Achamos que seis dias em Barcelona seriam demais, então dividimos esse tempo com Ibiza. Assim, embarcamos para Paris no domingo, dia 5 de junho, às 16 horas em um voo da Air France (parceira da KLM). Acho meio estranho embarcar de tarde (prefiro viajar de noite), mas era o que tinha.


Booking.com

Dia 1 – Paris

Chegamos em Paris bem cedinho na segunda-feira. Ficamos na Opera, no 9º Arrondissement de Paris. Como o Euro está uma fortuna em relação ao Real e chegamos apenas com uma mala cada um, pegamos um ônibus no aeroporto (US$ 11,00 por pessoa), que nos deixou quase em frente à Galerie Lafaiette, que ficava perto do nosso hotel. Já fomos à Paris algumas vezes e o hotel em que me hospedei que mais gostei foi o Tremoille, claro (rs), mas dessa vez não ia rolar.

Assim, encontramos pela internet um Hotel charmosinho, bem localizado e com um bom preço (em torno de US$ 100,00 a diária). Recomendo? Não sei. Nada que desabone, atendeu ao que precisávamos, mas da próxima vez procuraria outro. Acho que tomei antipatia porque as fotos do site eram bem mais legais do que a realidade.

Procuramos fugir do roteiro turístico, já que foi a nossa terceira vez juntos na cidade. O único programa turístico que eu fazia questão era conhecer os jardins de Monet. Nunca tínhamos estado na França na época em que os Jardins estão abertos. Só que a cidade e arredores tinham acabado de sair de um alagamento e os jardins estavam fechados no dia em que chegamos. Sendo assim, no primeiro dia optamos por passear por Paris. Usamos um pouco o metrô e caminhamos muito, atividade que gosto muito.

Paris, Barcelona e Ibiza

Carol em Paris

Outra coisa que sempre faço questão em Paris é passar na Igreja da Medalha Milagrosa para uma oração de agradecimento. A estória da Igreja é linda e além de tudo a Medalha Milagrosa tem relação com Nossa Senhora das Graças, minha santinha querida. Fica na Rue do Bac, e é bem pertinho do Le Bon Marche e da Epicerie de Paris, lugares onde sempre fazemos umas comprinhas (geléias, mostardas, mimos para a casa e etc).

Fomos direto para a igreja, agradecemos, rezamos, fizemos as comprinhas e depois fomos almoçar no La Table, um restaurante muito charmoso dentro do Le Bon Marche. Comi uma salada deliciosa. Saindo de lá voltamos para o hotel e descansamos um pouco e de noite fomos ao La Societè, um restaurante da moda em Saint German. Trata-se de um lugar para ver e ser visto e a comida é boa. Como o nosso intuito era só comer uma comida gostosa e tomar um bom vinho, pelo preço que foi não sei se valeu muito à pena.

Dia 2 – Paris/Giverny/Paris

No segundo dia depois de comer algo rápido no café da manhã fomos direto conhecer alguns brechós perto do Palais Royal. Acabamos só indo no brechó chique de Didier Ludot (24 Galerie Montpensier  – Palais Royal, 75001), que é como um depósito de peças de alta costura. Parece mais um museu e só vi umas roupas que pareciam da minha avó. Coisas boas, chiques, mas nada a ver comigo. Sem contar que era tudo caríssimo. Sendo assim não comprei nada.

Do outro lado do jardim do Palais Royal tem uma outra loja chamada La Petite Robe Noire (125 Galerie Valois – Palais Royal | 75001), que só vende o vestido preto. Nessa não chegamos a ir, mas acho que teria gostado mais do que da primeira. Depois fomos em uma agência de passeios chamada PARISCityVISION perto da Rue Rivoli comprar a excursão para os Jardins de Monet. Demos muita sorte, pois naquele dia o parque reabriu depois dos alagamentos na cidade.

Como ainda eram onze horas e o passeio só sairia uma da tarde, ainda tivemos bastante tempo para passear pelo rio Senna, visitar a ponte onde arrancaram os nossos cadeados colocados em uma outra viagem, passear pelos jardins de touliers e ainda almoçar um entrecot bem gostoso em um restaurante simples e com bom preço chamado La rotonde des tuileries.

No ônibus que nos conduziu a Giverny, onde ficam os jardins, fomos escutando toda a história relacionada a Monet. Os jardins são um sonho e ficam abertos todos os dias de março a outubro. Pode-se ir por conta própria, mas indico o passeio com guia, pois além da paisagem espetacular, as explicações são muito legais. A cada semana os jardins estão diferentes, novas flores, novas cores, enfim, tudo o que Monet retratou. Sem contar a comodidade do transporte único. Custou-nos 81 euros por pessoa.

Paris, Barcelona e Ibiza

Os Jardins de Monet

Aproveitei para dar uma dormida na volta (a viagem demora mais ou menos uma hora) e retornando a Paris, por volta das 19h, ainda curtimos bastante o dia a pé.

Paris, Barcelona e Ibiza

Torre Eiffel

Como sempre faço em Paris, passei em uma farmácia para comprar uns produtinhos para a pele, um repelente que me recomendaram e mais umas coisinhas. Voltamos ao hotel, tomamos um banho e trocamos de roupa e fomos jantar. Usamos o metrô. O meu marido ficou meio traumatizado com o La Societé e queria um restaurante bom só pela comida.

Lembrei de uma indicação de uma amiga brasileira que morou alguns anos em Paris e lá fomos nós para o Marco Polo, onde comi o meu prato preferido: macarrão à bolonhesa. De entrada comemos uma burrata maravilhosa e de sobremesa, para ficar mais light, apenas frutas vermelhas. O restaurante fica no nº 1, da rue Saint Sulpice 75006 Paris, 6º Arrondissement.

Dia 3 – Paris/Barcelona/Ibiza

No último dia em Paris acordamos, arrumamos as malas e as deixamos na recepção do hotel (não rolou um late check out – acho que um dos motivos de eu tomar uma certa antipatia do hotel), fizemos o check out e fomos curtir as últimas horas em Paris.

Andamos pelos arredores e não resistimos, acabamos entrando na Galerie Lafayette, onde comprei um mimo para mim e umas coisinhas para a casa e depois fomos tomar um café no terraço. Eu nem sabia, mas tem um terraço bem legal por lá. Depois pegamos as malas, o tal ônibus que ia para o Aeroporto e partiu Barcelona. Só fizemos a conexão mesmo em Barcelona e como o voo atrasou um pouquinho, quase perdemos o voo para Ibiza. Felizmente deu tempo. Voamos pela Vueling, uma aérea de baixo custo.

Paris, Barcelona e Ibiza

Hotel Destino Pachá Ibiza

Chegando em Ibiza pegamos um taxi para o hotel que custou menos de 20 euros. Finalmente chegamos no Destino Pachá Ibiza. Juro, dei uns pulinhos de empolgação, pois o hotel era simplesmente um luxo! Na primeira noite estávamos tão cansados que resolvemos jantar no restaurante do hotel, e tivemos uma grata surpresa: comemos um peixe maravilhoso! Recomendo o restaurante Destino.

Paris, Barcelona e Ibiza

Restaurante Destino

Dia 4 – Ibiza

No dia seguinte acordamos, tomamos um maravilhoso café da manhã no hotel (recomendo, apesar de custar uns 30 euros!), alugamos uma motinho, fomos conhecer os arredores e depois seguimos para a praia Es Cavallet, onde fica o restaurante e beach club El Chiringuito, onde tínhamos uma reserva para as 13h.

Paris, Barcelona e Ibiza

Café da manhã

Como estávamos ainda fartos do café da manhã, transferi a reserva para as 15h e ficamos tomando um espumante no beach club. Depois almoçamos e posso dizer que foi o melhor restaurante que fomos em Ibiza. Saindo de lá pegamos a motinho e fomos parando nas praias próximas para mais alguns mergulhos.

Paris, Barcelona e Ibiza

Nós na motinho

Sobre essa experiência da motinho, não recomendo, já que as distâncias são longas e fiquei com as pernas bem cansadas. Voltamos ao hotel, descansamos um pouco e fomos jantar no KM5, um restaurante com várias culinárias e longe, super badalado. Acabamos nos perdendo no caminho (fomos de motinho) e passamos do horário da reserva. Chegamos lá e não foram nem um pouco receptivos. Na boa, o lugar pode ser muito descolado e tal, mas não estávamos dispostos a pagar caro para sermos maltratados. Assim, saímos de lá sem comer e fomos direto para a Pachá. Como estávamos hospedados no Destino Pachá e fizemos a reserva pela internet, tínhamos a entrada liberada VIP todas as noites.

Paris, Barcelona e Ibiza

Show do David Gueta

Eu estava morrendo de fome e felizmente dentro do Pachá tem um restaurante bem gostosinho. No dia o David Gueta estava tocando lá, ainda por cima.

Dia 5 – Ibiza

Separamos esse terceiro dia em Ibiza para conhecer La Formentera. Acordamos, comemos algumas frutas no hotel e lá fomos nós de motinho para o porto, para pegar o Ferry que nos levaria para La Formentera. A viagem demora uns 40 minutos e chegando no porto de lá há ofertas de bicicletas e motos para alugar, pois as praias ficam a aproximadamente uns 3 km.

Tivemos a ideia de ir andando e demoramos 1 hora até chegar no restaurante Juan y Andrea, onde tínhamos uma reserva. Chegamos em cima da hora, cansados e mortos de fome. A comida foi razoável e o atendimento extremamente confuso, por isso não indico o restaurante.

Paris, Barcelona e Ibiza

Depois de alimentados, fomos tomar um sol nas praias da região, que são as mais bonitas que vimos em Ibiza. A água é morna (mais para fria) e bem rasa. Interessante que tinha muita gente pelada ou de topless, mas no nosso caso não nos sentimos confortáveis em abolir parcial ou totalmente as nossas roupas de banho. Assim, tomamos um sol, curtimos um pouco e depois pedimos um táxi para voltar ao porto e pegar o Ferry de volta.

Ibiza9

Chegamos e pegamos a motinho para ver o pôr do sol no Café Del Mar, em Sant Antoni, mas acabamos chegando lá muito cedo e decidimos ir então dar uma volta pelo local e depois pegamos a motinho e fomos para o restaurante Sunset Ashram, em Cala Conta.

Paris, Barcelona e Ibiza

Infelizmente o restaurante estava lotado (mais um lugar da modinha onde os garçons e garçonete não fazem questão de ser simpáticos) e acabamos estendendo a canga na praia que fica logo em frente. O sol só se põe lá para as 21h30min e ainda faltava uma hora, então ficamos contemplando a vista. Bem na hora do pôr do sol tão esperado apareceu uma nuvem. Dá para acreditar?

Saímos de lá meio frustrados e voltamos para o Hotel. Descansamos um pouco, tomamos banho e partimos para o Cipriani, que ficava bem perto do nosso hotel, dentro do Ibiza Gran Hotel. Gostamos muito da comida e do clima de lá.

Procurando hotel em Ibiza? Se você curte o blog e quer ajudar para que possamos continuar fornecendo informações e dicas bacanas de passeios por aí, clique no banner localizado na lateral direita dessa página ou clique abaixo



Booking.com

Dia 6 – Ibiza/Barcelona

Reservamos a última manhã em Ibiza para ir conhecer o centro histórico, a Dalt Vila, que fica dentro de uma fortaleza medieval declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Na parte mais alta contemplamos uma vista maravilhosa de Ibiza e de Formentera e tomamos um café da manhã bem gostoso no Hotel Mirador Dalt Vila. O passeio é bem rápido, então ainda deu tempo de fazer umas comprinhas perto do porto. Depois voltamos para o Hotel, ficamos um pouco na piscina, tomamos um banho e partimos para o aeroporto.

A viagem com a Carol continua no próximo post, quando ela conta todos os passeios que fizeram em Barcelona! Não perca!

Já leu nossos posts sobre Paris? Também visitamos a cidade e contamos tudo aqui

Sobre nossa visita a Giverny, lei aqui

Sobre outras cidades na França, clique aqui

Vai viajar com crianças? Conheça nosso blog As Passeadeiras, para dicas e destinos com os pimpolhos

2 Comments:

  1. Pingback: Ibiza e Barcelona

  2. @caroleassinhazinhas

    Foi mesmo uma delicia! Adorei compartilhar! Beijao

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*