Os Tapetes de Serragem Colorida

Tapetes de Serragem Colorida em Ouro Preto

Ouro Preto

No Domingo de  Páscoa em Ouro Preto, a cidade fica enfeitada com os tapetes de serragem colorida, tradição que existe desde o século XVIII. A prefeitura distribui a serragem e as formas no sábado à noite e a comunidade prepara os tapetes durante a madrugada. Cada ano a procissão inicia em uma das duas igrejas participantes, que revezam conforme os anos são pares ou ímpares. Esse ano de 2015 a procissão iniciou na Igraje de São Francisco de Assis e terminou na Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Ano que vem será o contrário.

Chegamos cedinho para ver os tapetes antes da procissão começar. É o jeito de ver tudo ainda inteirinho pois a processão acontece justamente sobre os tapetes, ficando tudo bagunçado depois. Percorremos o caminho todo e notamos que os tapetes começavam bem grandes, muito bonitos perto da Igreja do rosário e, à medida que nos aproximávamos da Igreja de São Francisco de Assis, iam ficando mais separados, com desenhos isolados feitos pelas formas.

 

Também observamos alguns guardas municipais completando alguns desenhos na Praça Tiradentes, que estava “meio pobre” de tapetes.  Alguns fotógrafos e transeúntes reclamavam da pouca quantidade dos tapetes. Diziam que as tais formas empobreceram a tradição. Como não vimos nos outros anos, não posso comparar. Mas posso dizer que os tapetes da parte “de baixo” da cidade eram realmente mais bonitos e mais cheios do que os da parte “de cima”.

 

Para quem ficar a semana toda na cidade, a Semana Santa é comemorada diariamente com uma programação intensa de missas, procissões, lava-pés, apresentação de figuras bíblicas, entre outras celebrações.

No Domingo de Páscoa a missa começava as 7:00 na Igreja São Francisco de Assis e, pouco a pouco, as pessoas foram chegando até lotarem a igreja e seu pátio.  Muitas pessoas caracterizadas e crianças vestidas de anjinhos chamavam bastante à atenção. Também haviam repórteres brasileiros e estrangeiros, aliás, muitos estrangeiros por ali, fotografando tudo.

 

 

 

 

 

Quando a missa terminou a Procissão da Ressurreição começou, conduzindo o Santíssimo Sacramento por todo o caminho até a igreja de Nossa Senhora do Rosário. Cheio de gente mas sem tumulto. A procissão seguiu devagar e parava muitas vezes.

Foi muito interessante ver de perto e mostrar às gurias essa tradição secular. Elas ficaram curiosas e muito interessadas em tudo o que acontecia. Fizeram muitas perguntas.

Quando terminou seguimos viagem, direto à Confins, onde devolvemos o carro na locadora e fomos para o aeroporto. Era hora de voltar pra casa!

Mas antes, outro perrengue… não sei o que aconteceu, mas pouco antes de irmos embora de Ouro Preto me deu uma baita (#gauchês) exaqueca. Minha cabeça parecia que ia explodir, fiquei mega enjoada e não conseguia abrir os olhos. Eu nunca tenho isso! Mas ainda bem que quando viajo sempre levo uma farmacinha então tinha remédio à mão. A viagem até confins foi uma tortura mas quando cheguei na Locadora já estava bem.

 

Faz parte, pode acontecer… então #FicaaDica para sempre lembrar da farmacinha básica. As gurias ficaram solidárias e não fizeram barulho. Eu também consegui agir de forma a não deixá-las nervosas. Funcionou tanto que quando entramos no avião elas até zoaram comigo mostrando o saquinho plástico para “perrengues no avião”!

 

Mesmo com perrengue no final a viagem de Páscoa a Ouro Preto foi ótima. Nós curtimos a cidade que parece ter parado no tempo e mantém aquele ar colonial encantador. Curtimos Inhotim e as lindas paisagens serranas de Minas Gerais mas o que mais nos encantou foi a hospitalidade e simpatia mineira, com votos de louvor para a culinária, que rendeu uns quilinhos a mais e nos fez esquecer dos chocolates de páscoa! :-)

Já curtiu nossa página no Facebook para acompanhar nossas andanças por aí? E para ver mais fotos bacanas é só seguir nosso instagram.

O que eu faria diferente?

Ficaria mais tempo para poder visitar as outras cidades históricas mineiras, andar no trem  que leva até Mariana, conheceria algumas das Minas de Ouro abertas à visitação e alguma das cachoeiras da região. Também adoraria ficar hospedada em alguma das pousadas na cidade, lembrando que pensando no orçamento optamos por nos hospedar em Conselheiro Lafaiete.

Tem mais alguma dica de Ouro Preto para nos contar? Deixe aí seu comentário!

Claudia Bins

Gerente de Projetos, Blogueira de Viagens, Escritora e Editora de Conteúdo, sou apaixonada por minha família, por viagens e livros, fotografia e marketing digital. Viciada em café!

2 Comments:

  1. Preciso visitar Ouro Preto de novo pois é uma cidade meuito bonita e com muita história.Apesar de ter muita vontade de ver essa comemoração não consigo ir nesses festejos. Eu sempre viajo com uma super farmácia pois sou a rainha da enxaqueca e dor de cabeça.

    • Lilian, eu tive uma super enxaqueca no dia da procissão, acredita?!!! Eu nunca tenho isso e fui ter logo lá! Ainda assim foi uma experiência fantástica! bjs

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*